Quarta-feira, 22 de Dezembro de 2010

Um TÊ e um Á = TÁ

Desde que me conheço que adoro cartoons.

 

Pragmáticos. Com humor de fazer cócegas no cérebro.

 

Não foi o manual de língua portuguesa da primeira classe que me ensinou a juntar um T Tê e um À = TÁ. Foi a juntar letras como V+i+e+t+n+a+m+e e c+o+m+u+n+i+s+m+o e R+e+a+c+c+i+o+n+a+r+i+o que aprendi a ler. E ficava a pensar horas no que aquilo queria dizer. Eu sentia, cá dentro, que não percebia as piadas. Não as percebia mas fazia de conta que sim, quando comecei a querer mostrar a minha maturidade e volta e meia tinha saídas 'copy paste' da Mafalda a meio de jantares de família. Tinha uma necessidade de crescer e de ser reconhecida como adulta. Quando perguntava aos meus pais o que era comunismo, liberdade ou capitalismo levava sempre com a mesma resposta "Um dia vais perceber. Porque é que não lês os livros que tens praí da Anita?" e riam-se muito de mim. No fundo acho que nem eles percebiam muito bem esses conceitos.

 

Nunca perceberam que a Anita nunca me disse nada. Ora vai à escola, ora vai à praia, ora vai ao circo. Sempre a mesma coisa, só mudava o destino. No fundo a vida dela não era muito diferente da minha.

 

A minha relação com a Mafalda era especial..nunca me cansava de adorar aqueles quadradinhos a preto e branco. Como eram raros os que entendia, eram sempre uma novidade para mim. E o livro era gigante, quase maior que eu, para virar uma página tinha de me esticar toda e como dava tanto trabalho saboreava melhor as páginas.

 

 

 

Também achava que o Quino era um cavaleiro e que era dono dos livros. A minha edição era da D.QUIXOTE.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O meu é IGUALZINHO a este. E já lá vão 17 anos.

 

publicado por Cátia Domingues às 17:50
link | Aplaudir | favorito
2 aplausos:
De Paulo Oliveira a 29 de Dezembro de 2010
Muito, muito bom.
Como eu compreendo isso tudo. *
De Netviagem a 2 de Janeiro de 2011
Também cresci a ler a Mafalda com o seu humor inteligente...
Anita definitivamente tb Não.... mas o Tintim esse era uma biblia

Comentar post

.Existentialism


. Who am I?

. Stalking me

. 34 seguidores

.subscrever feeds

.Recent shows

. #SomosTodosDomDinis

. Escala cinza

. Desculpem o Transtorno.

. Nem o Portugal-Islândia m...

. Não é mais um texto de um...

. Isto não é uma crise de r...

. Verão é paixão, é cerveja...

. Eis como o casamento entr...

. Mas isto não é um profess...

. Voltei. Adeus.

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. "Gorda do Dia"

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. Carta da Guerra

. Duas mil pessoas? UPPA, U...

. "Gorda do Dia"

. Não é preciso abortar par...

. "Gorda do Dia"

. Camões, partiste um mês c...

. "Gorda do Dia"

. "Gorda do Dia"

. O que não te perguntaram ...

. PPV, o culto que tem medo...

. "Gorda do Dia"

. Compromissos Comerciais:

.Old shows

. Outubro 2017

. Novembro 2016

. Junho 2016

. Fevereiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Dezembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

.tags

. todas as tags

.pesquisar

.links

.links