Sexta-feira, 5 de Agosto de 2011

You Know What

500-days-of-summer-500-days-of-summer-joseph-gordon-levitt-love-movie-quote-favim.com-95260_large

 

publicado por Cátia Domingues às 19:30
link | Aplaudir | favorito

Feels like Friday

Três fotos que resumem o dia de hoje, pelo menos são duas e meia da tarde e já tenho conteúdo fotojornalístico de um calibre elevadíssimo.

 

Tenho um novo colega de carteira, o Hélio. Sim, o do "Sai da frende Guedes". Se bem que ainda não percebemos quem é o Guedes...e, no fundo, acho que ele também não. Trabalho com ele há 5 horas e não tenho uma única razão de queixa. 

 

Depois o Mike Tunna ofereceu-me o CD/DVD de Easyway Laudamus Vita..com um autógrafo bonito não fosse ele o director de arte cá do sítio.

 

 

E agora estamos no nosso churrasco de final de semana, com febras, salsichas, queijos, pão, batatas fritas..ah, e uma posta de peixe para o Mike. Coisas que fazemos regularmente, começando às 13h e terminando, geralmente, quando cada um quiser.

 

Mas então adivinhem quem foi o Chef de serviço...

 

Sim. 

 

O Hélio. A grelha assiste-lhe. 

  

 

 

(Pessoal do Master Chef, apostem neste talento nacional)

tags:
publicado por Cátia Domingues às 14:37
link | Aplaudir | ver aplausos (1) | favorito
Quinta-feira, 4 de Agosto de 2011

"Gorda do dia"

 

"Com a possibilidade de, durante o segundo semestre de 2011, mais de 50.000 pessoas serem alvo de penhoras (contas bancárias, casas ou outros bens) através de processos de cobrança coerciva, sem critérios ou justiça, o Ministério da Solidariedade e Segurança Social, bem como Pedro Mota Soares, ignora premeditadamente a forma como as dívidas foram contraídas. Como sempre, as responsabilidades recaem essencialmente sobre os trabalhadores a (falsos) recibos verdes, tal como indica o documento público divulgado pelo governo, enquanto os patrões saem impunes após sucessivos atropelos à lei.

 

Salientamos a injustiça perante os trabalhadores a falsos recibos verdes sobre os quais se multiplica a injustiça de terem estado vários anos em situações de baixos salários, falta de direitos laborais e com a quase completa ausência de direitos perante a Segurança Social, uma vez que os empregadores não cumprem a lei nem contribuem com a sua parte para a Segurança Social, saindo desta situação em total impunidade." 

 

(Blogue dos Precários Inflexíveis) 

 

Vou simplificar, pondo em perspectiva esta manchete:

 

Vocês agora, por um momento transformam-se numa pessoa de 18/19 anos. Já tá? Ok. E imaginem agora que acabam o secundário, com um média pela qual se esforçaram e vêm para Lisboa fazer faculdade. Pronto. As propinas são caras, têm de alugar um quartinho, comer, vestir e comprar livros e até, veja-se, tirar fotocópias. O dinheiro que amealharam, ou a ajudinha humilde dos pais não estica e terão de arranjar um part-time para conseguirem sobreviver. Até aqui tudo bem. Vão a uma Parfois ou a um Pingo-Doce da vida e pelo part-time a 6 dias por semana ganham 500 euros (inflacionando). Giro, pensam vocês. Tenho para pagar o meu quartinho. Até que descobrem que terão de descontar mais de um quarto do vosso ordenado para a Seg. Social. Pumbas! Afinal para o quarto não dá, só dá para o pão. E ficam por saldar as proprinas e as rendas. Tu e as pessoas como tu terão de usar esse dinheiro para a pura sobrevivência. O que é que acontece? Dívidas à segurança social. Que acumulam. E acumulam. E mesmo não estando mais a trabalhar não deixam de aumentar até tu a pagares. E é uma bola de neve e chegas aos 22 anos e tens uma dívida de milhares de euros. 

 

Hipotecam-se futuros.

 

Mas será que se pagasses terias direito a algum beneficio? Baixa? Subsidios de desemprego? Não.

 

Quem é que, numa situação legal, teria de pagar essa questão? Quem? Pronto, vou dar uma pista: Não são vocês.

 

Ah, adivinharam! É a empresa sim senhor! Que espertos pa.

 

Ainda me estão a seguir?

publicado por Cátia Domingues às 15:00
link | Aplaudir | favorito

Theme Song

Mr. Tambourine Man

Hey! Mr. Tambourine Man, play a song for me
I’m not sleepy and there is no place I’m going to
Hey! Mr. Tambourine Man, play a song for me
In the jingle jangle morning I’ll come followin’ you

Though I know that evenin’s empire has returned into sand
Vanished from my hand
Left me blindly here to stand but still not sleeping
My weariness amazes me, I’m branded on my feet
I have no one to meet
And the ancient empty street’s too dead for dreaming

Hey! Mr. Tambourine Man, play a song for me
I’m not sleepy and there is no place I’m going to
Hey! Mr. Tambourine Man, play a song for me
In the jingle jangle morning I’ll come followin’ you

Take me on a trip upon your magic swirlin’ ship
My senses have been stripped, my hands can’t feel to grip
My toes too numb to step
Wait only for my boot heels to be wanderin’
I’m ready to go anywhere, I’m ready for to fade
Into my own parade, cast your dancing spell my way
I promise to go under it

Hey! Mr. Tambourine Man, play a song for me
I’m not sleepy and there is no place I’m going to
Hey! Mr. Tambourine Man, play a song for me
In the jingle jangle morning I’ll come followin’ you

Though you might hear laughin’, spinnin’, swingin’ madly across the sun
It’s not aimed at anyone, it’s just escapin’ on the run
And but for the sky there are no fences facin’
And if you hear vague traces of skippin’ reels of rhyme
To your tambourine in time, it’s just a ragged clown behind
I wouldn’t pay it any mind
It’s just a shadow you’re seein’ that he’s chasing

Hey! Mr. Tambourine Man, play a song for me
I’m not sleepy and there is no place I’m going to
Hey! Mr. Tambourine Man, play a song for me
In the jingle jangle morning I’ll come followin’ you

Then take me disappearin’ through the smoke rings of my mind
Down the foggy ruins of time, far past the frozen leaves
The haunted, frightened trees, out to the windy beach
Far from the twisted reach of crazy sorrow
Yes, to dance beneath the diamond sky with one hand waving free
Silhouetted by the sea, circled by the circus sands
With all memory and fate driven deep beneath the waves
Let me forget about today until tomorrow

Hey! Mr. Tambourine Man, play a song for me
I’m not sleepy and there is no place I’m going to
Hey! Mr. Tambourine Man, play a song for me
In the jingle jangle morning I’ll come followin’ you

 

 

publicado por Cátia Domingues às 13:02
link | Aplaudir | ver aplausos (1) | favorito
Terça-feira, 2 de Agosto de 2011

"Gorda do dia"

 

Numa palavra:

 

CRISE.

publicado por Cátia Domingues às 13:16
link | Aplaudir | favorito

Stereotypes

by, Filipe Varela @ Optimus Alive 2011
publicado por Cátia Domingues às 12:45
link | Aplaudir | favorito
Segunda-feira, 1 de Agosto de 2011

"Gorda do dia"

 

 

 

O QUÊ?

 

Vieram finalmente a lume as receitas de exploração de funcionários precários?

 

Ah.

 

Não.

 

Esqueçam.

publicado por Cátia Domingues às 17:00
link | Aplaudir | favorito

Photo like a boss

 

O medo não me assistiu.

 

publicado por Cátia Domingues às 15:16
link | Aplaudir | favorito

Ta daaa

publicado por Cátia Domingues às 15:15
link | Aplaudir | favorito

Daily Routine

publicado por Cátia Domingues às 15:14
link | Aplaudir | favorito

Computer Evolution

tags:
publicado por Cátia Domingues às 15:03
link | Aplaudir | favorito

.Existentialism


. Who am I?

. Stalking me

. 34 seguidores

.subscrever feeds

.Recent shows

. #SomosTodosDomDinis

. Escala cinza

. Desculpem o Transtorno.

. Nem o Portugal-Islândia m...

. Não é mais um texto de um...

. Isto não é uma crise de r...

. Verão é paixão, é cerveja...

. Eis como o casamento entr...

. Mas isto não é um profess...

. Voltei. Adeus.

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. "Gorda do Dia"

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. Carta da Guerra

. Duas mil pessoas? UPPA, U...

. "Gorda do Dia"

. Não é preciso abortar par...

. "Gorda do Dia"

. Camões, partiste um mês c...

. "Gorda do Dia"

. "Gorda do Dia"

. O que não te perguntaram ...

. PPV, o culto que tem medo...

. "Gorda do Dia"

. Compromissos Comerciais:

.Old shows

. Outubro 2017

. Novembro 2016

. Junho 2016

. Fevereiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Dezembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

.tags

. todas as tags

.pesquisar

.links

.links