Segunda-feira, 30 de Junho de 2014

O que não te perguntaram no Verão passado - Rui Cruz

Olá, pessoas fixes-excepto-quando-se-vos-rouba-batatas-fritas-do-prato.

 

Como estão? Já está calorzinho, não está? Pois é, os centros de estética já estão com as agendas cheias de marcações e as hawaianas já saíram definitivamente do armário.

 

E com o tempo quente o que é que regressa também? Exacto. Os questionários super divertidos de Verão, tão característicos desta silly season.

Mas quem é que quer saber se a Carolina Patrocínio prefere caracóis a tremoços e que até é capaz de molhar um cesto de pão com manteiga naquela molhanga e mesmo assim exibir aquela figura? 

 

Foi, exactamente, por isso, e por sempre ter tido o sonho de entrevistar pessoas, que decidi fazer um questionário de Verão com assuntos verdadeiramente pertinentes e convidar, semanalmente, as pessoas ainda mais interessantes desta nossa Ocidental Praia.

 

O primeiro entrevistado é o Rui Cruz.

Humorista, guionista, stand up comedian e semifinalista das Olimpíadas da Matemática do Concelho de Arganil de 1998.

 

 

(Rui Cruz, ou a Conchita de Alfama, depois de dois anos sem ir à praia)

 

 

No monopólio, qual é a peça que escolhes sempre?

 

A cartola. É a única maneira de me sentir alguém com classe quando começar a insultar os meus adversários, 10 minutos depois.

 

Se fosses um Super-Herói que nome te davas?

 

Procrastinador Implacável.

 

Parte do frango que gostas mais:

 

Antigamente, as pernas e asas. Hoje em dia, a parte que a minha namorada me deixa comer.

 

Banda Sonora da tua vida: André Sardet ou Mafalda Veiga?

 

Difícil... Até porque confundo sempre a Mafalda Veiga com o Pequeno Saúl. Não pela voz, mas sim porque o pessoal com sindrome de down é todo muito parecido. Vou optar pelo Sardet neste caso, mas só porque tenho o sonho de um dia abrir um drive in na sua testa.

 

Preferias levar na boca da Gisela do Masterplan ou da irmã da Beyoncé?

 

Da irmã da Beyoncé. E por ter roubado a roupa interior da Beyoncé.

 

Se enveredasses pela vida do risco e tivesses um gang, quem preferias recrutar: Pepe ou Quaresma.

 

Pepe. Sou fã de portugas-brasileiros desde que o meu avô me explicou que aquilo que estava na TV não era o Topo Gigio com cancro, mas sim o Roberto Leal. Além disso, até eu pareço mais cigano que o Quaresma. E fui assaltado menos vezes.

 

Vinho de pacote ou cerveja Cintra?

 

Vinho de pacote, até porque se já tenho o aspecto e o dinheiro dos sem-abrigo, está na altura de abraçar também o lifestyle.

 

Se fosses parar a uma ilha deserta, quem é que escolhias para ir contigo : Ferreira Diniz ou Quimbé?

 

Sendo altruista, o Quimbé. Era a minha boa acção para o mundo.

 

Sandálias com meia branca ou Crocs?

 

Crocs. Não sou um alemão de 50 anos com um escaldão nas costas e uma esposa com uma cara que faz a Cátia Palhinha parecer sofisticada.

 

O que é que compras com uma nota de 50 euros:

 

O naming do filho do Kapinha.

 

Para umas férias: Praia da Luz ou Casa de Elvas ?

 

Praia da Luz. Dá-me material para as meus dois ofícios: comédia e arqueologia.

 

Como é que reagirias se soubesses que eras adoptado e que os teus pais eram o César das Neves e a Isilda Pegado?

 

Tornava-me católico fervoroso, pois só a existencia de um Deus todo poderoso e bondoso explicava que não fosse criado por esses dois animais. Isso e depois casava com uma preta, adoptava um gay, criava uma clinica de abortos e ia pedir a herança.

 

Fazes a mala e partes à aventura pelo mundo fora. Preferes ir de scooter com o Mota Soares ou de submarino com o Portas?

 

Scooter com o Mota Soares. Não confio em mim sozinho com o Portas num sítio com fácil acesso a armas, mas mais importante, não confio no Portas sozinho comigo num sítio fechado com fácil acesso a objectos fálicos.

 

Quem anseias ver de topless: Assunção Esteves ou Marinho Pinto.

 

Marinho Pinto. Sempre gostei de mamas grandes.

 

Nome para uma nova bebida de verão. Swap ou PEC?

 

SWAP. É gulosa, daquelas que desparecem num instante.

 

O que é que te deu mais auto-estima pagar: o BPN o BCP ou o Banif?

 

BPN. Até porque nunca tinha pago umas férias no estrangeiro a ninguém.

 

Onde é que penduravas os Miró?

 

Na Avenida da Liberdade, por cima dos cartões dos sem-abrigo. Pode ser que assim as pessoas, os políticos e os banqueiros reparem neles.

 

Estás apeado na serra de Sintra à noite. De quem preferias apanhar boleia: Dino ou Angélico?

 

Dino, porque era bué jovem e divertido. E porque tendo em conta o que foi encontrado no sangue, as suas festas eram melhores.

 

Carlos Cruz, culpado ou inocente?

 

Culpado. Mas deviam deixá-lo apresentar o Quem Quer Ser Milionário directamente da Carregueira. Sem salário. Era o seu trabalho comunitário.

 

Se ao morreres, encontrasses o Jorge Jesus nas portas do paraíso, o que é que gostarias que ele te dissesse?

 

Desculpa por aquilo do Emerson.

 

publicado por Cátia Domingues às 15:00
link do post | Aplaudir | ver aplausos (3) | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Junho de 2014

Compromissos Comerciais:

 

 

Acabei de levar um murro no estômago.

 

 

publicado por Cátia Domingues às 11:38
link do post | Aplaudir | favorito
|
Quinta-feira, 19 de Junho de 2014

Compromissos Não-Comerciais:

 

 

 

 

 

 

 

Expira.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Inspira.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

40 artistas ingleses tomaram conta de 10 cidades do Reino Unido, numa acção genial e ilegal.

 

Removeram outdoors de paragens de autocarro e substituíram-nos por mensagens diferentes das publicitárias, incentivando cada um a pensar pela própria cabeça. São 365 anúncios. De verdade humana.

 

http://www.brandalism.org.uk/

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Cátia Domingues às 12:26
link do post | Aplaudir | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Abril de 2014

Compromissos Comerciais:



Da The Richards Group para a Dodge.


Para reforçar o centenário da marca, a Dodge criou o filme Wisdom, protagonizado por pessoas com um século de vida.

Preparem-se para com um filme do c*ralho que vos vai deixar a sensação de terem levado com um carro por cima.


publicado por Cátia Domingues às 14:48
link do post | Aplaudir | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Fevereiro de 2014

Compromissos comerciais:

 

 

Percebo a utilização de youtubers, maltedo que faz vídeos na plataforma, com 928928483748374 seguidores cada um. Revelará, este número de seguidores, qualidade de conteúdo? Ahahaha. Claro que não. O entertenimento nem sempre tem de ser genial. Diz uma pessoa que vê o mínimo de Casa dos Sgredos. Aliás, neste caso quanto menos qualidade, mais visualizações. E não tenho nada contra isso..eu também me gosto de divertir, sou uma das pessoas que viu a xuxa da Bernardina e contribui com visualizações que transformam esses vídeos  em "virais". A Sida também é viral, e quer isso dizer que é agradável? Não, não é.

 

Noutros países há imensas categorias de youtubers, vários temas, várias personagens, vários projectos. Em Portugal somos 11 milhões, e estas pessoas super jovens fazem quase todas o mesmo, e eu percebo que ter 10 mil pessoas a seguir seja uma fatia grande e um turn on para as marcas. Esta nova tendência tem até direito a convívios do "sector", certamente com pulseiras all-included, e dão conferências sobre qualquer coisa que não me ocorre. São os novos "famosos" e é quase uma profissão à séria.

 

Atenção, antes que alguém comece com merdas, eu não tenho rigorosamente nada contra uma pessoa que cria esse tipo de conteúdos, acho que estão a fazer pela vida e se têm tempo de antena é por culpa de fenómenos sociológicos como, "faz-me likes que sou um badaró e tenho muitas coisas a dizer à vida". Só não tenho é o mínimo respeito por aqueles que imitam e/ou picam ideias de outros sítios, sejam youtubers ou qualquer outra coisa na vida. Como consumidora/público dou valor à originalidade, o que é que querem?

 

Para mim, a aposta da Optimus é fácil, é uma campanha de recurso. Mas não tinha de ser, ter estas pessoas como endorsers pode ser muito bem aproveitado. Mas neste caso é querer chegar, à força, ao target jovem, pela auto-estrada. É rápido mas não se aproveita nada. Ou seja, terá bastantes visualizações..mas sumo 0. Na campanha anterior da WTF da Optimus, eu, inclusivamente, ainda era target: Não percebi sequer a campanha, se calhar foi porque sempre me dei com pessoas mais velhas. É possível. Mas lá está, os 2988478372827 seguidores devem ter adorado ver os seus "opinion leaders" a fazerem cenas fixes. Senhores, estes meninos podem fazer um vídeo a mandar um peido que irá ter um milhão de visualizações, agora, será que as pessoas querem ver isso? Ok. Se calhar querem, mas aqui a questão devia ser: Será que eu vou querer pôr o selo da minha marca nisso?

 

Quando é que a ânsia pelos likes e pelas visualizações se tornaram mais importantes que o conteúdo? E porque raio é que é mais importante na lista de prioridades e de estratégia de marca? Perdi-me completamente nos objectivos de marketing da Optimus, e um bocadinho nos da humanidade, confesso.

 

Na escolha da assinatura da nova marca, que deve assegurar o conceito, a Optimus vai pelo erro ortográfico, porque a malta nova é suposto ser sempre um bocado rebelde, "Tá-se tudo a passar". Tá-se tudo a passar?! Tá-se?! O que é "tá-se"? Na primária tinha levado logo uma belinha na tromba e escrito 100 vezes o verbo estar. Algo me diz que foi uma sorte não ter ficado "Tasse tudo a paxar". E não me venham com a desculpa de poupar nos caracteres que eu bem sei que estes tarifários costumam ser ilimitados. O uso do inglês, ok, vá, whatevaa, eu ainda entendo, é cultural do público, agora, o pouco português que existe nem sequer estar correcto? Porquê? Porque é jovem cometer erros? Raios, para isso já nos basta a gravidez na adolescência.

 

Mas bom, eis que hoje vejo este novo anúncio da WTF…que é a réplica do vídeo viral "How animals eat their food" dos MisterEpicMann. Vídeo esse do ano passado. Vídeo esse que TODA a gente viu. Sim, até em Portugal, imagine-se. Mas "who cares, #yolo, cenas".

 

É perfeitamente normal que estes protagonistas não percebam algumas coisas e, sinceramente, nem têm de perceber..porque é exactamente aí que as marcas que se querem posicionar como "extremamente divertidas" podem ajudá-los a ser relevantes, sendo relevantes com eles, e conseguir criar conteúdo como deve de ser. Até, em última instância, a ensinar qualquer coisa. E é exactamente isto tudo que eu não vi. 

 

WTF Portugal, nem irreverente consegues ser, caramba.

 

publicado por Cátia Domingues às 20:43
link do post | Aplaudir | favorito
|
Quinta-feira, 30 de Janeiro de 2014

Compromissos Comerciais:

 

Da BBDO NY para a cerveja Guiness.

 

Para além da força da ideia e da excelência da execução, este filme fez-me relembrar um dos 5 conselhos do ted Royer para uma pessoa que trabalhe em criação. 

 

"Sejam Generosos. Pelo menos tentem, mesmo, ser sempre generosos. Porque se há coisa que existe realmente em publicidade, essa coisa chama-se Karma."

 

E há coisas que não nos vêm à memória por acaso. 

 

publicado por Cátia Domingues às 12:37
link do post | Aplaudir | ver aplausos (1) | favorito
|
Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2014

Uma fonte de Lisboa

 

LX Type, inspirada nos cabos dos eléctricos, tão típicos da paisagem lisboeta.

 

Numa altura em que, por uma questão de custos, a maioria das fontes em Lisboa está fora de funcionamento, eis que surge uma fonte, um tipo de letra gratuito, criada pela Leo Burnett Lisboa, com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa.

 

publicado por Cátia Domingues às 11:58
link do post | Aplaudir | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Janeiro de 2014

Desenha-se a actualidade.

Do ilustrador espanhol Luis Quiles, que cria, com recurso ao mais sublime sarcasmo, sobre a actualidade, especialmente sobre temas como, preconceito, violência, política, religião e sexualidade.

 

Spoiler alert: O Cristiano Ronaldo também foi uma das suas inspirações.

 

Enjoy.

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Cátia Domingues às 15:39
link do post | Aplaudir | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Janeiro de 2014

Compromissos Comerciais

 

Da Droga 5 para a Newcastle Brown Ale.

 

O anúncio que seria feito para o Super Bowl se houvesse dinheiro para o fazer e para comprar espaço no Super Bowl.

Onde além de provar muitas coisas, prova também que não é preciso dinheiro, só tomates, para propor e fazer uma campanha do c*ralho!

 

Não deixem de ir ao site www.ifwemadeit.com

 

Sei que ainda vamos a dia 23 de Janeiro, mas arrisco-me a dizer que, para mim, é o melhor anúncio do ano.

 

 

À VOSSA!

 

publicado por Cátia Domingues às 16:05
link do post | Aplaudir | favorito
|
Terça-feira, 14 de Janeiro de 2014

Compromissos Comerciais:

 

Da Saatchi & Saatchi NY para a Duracell.

 

É isto que acontece quando um conceito tão forte, e tão subtil ao mesmo tempo, encontra um copy lindamente escrito.

 

#TrustYourPower

 

 

 

 

publicado por Cátia Domingues às 15:15
link do post | Aplaudir | favorito
|
Quarta-feira, 8 de Janeiro de 2014

Compromissos Comerciais:



Da Clemenger BBDO, Nova Zelândia, para a NZ Transport Agency.


Das melhores campanhas rodoviárias que já vi. E o tema, por si, já foi abordado de tantas formas e conteúdos que fazer uma coisa assim..é brilhante. 


Arrepio.


publicado por Cátia Domingues às 12:57
link do post | Aplaudir | favorito
|
Terça-feira, 26 de Novembro de 2013

Making a scene.

Um projecto do New York Times.

14 argumentistas + 11 actores + 1 realizador+ 1 cena cada um = 



/clicai

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Cátia Domingues às 12:35
link do post | Aplaudir | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Outubro de 2013

MARVELlous.

Do magnífico Pete Holmes.

 

 

T-Ã-O B-O-M <3

 

Advertência: Pode causar valentes dores de barriga de tanto rir.

 

publicado por Cátia Domingues às 16:42
link do post | Aplaudir | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Outubro de 2013

Digital escrito à mão.

Papel + caneta + iPhone = Um novo conceito de mensagens escritas.

 

Projecto da designer Cristina Vanko.

 

 

 

Tão simples e tão bom.

 

 

 

publicado por Cátia Domingues às 15:26
link do post | Aplaudir | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Outubro de 2013

Bom apetite.

Um projecto do artista italiano Federico Mauro, inspirado em famosas comidas e bebidas.

 

publicado por Cátia Domingues às 15:18
link do post | Aplaudir | favorito
|

.Existentialism

.subscrever para vossas casas.

.Agora também sou moderna.

.Bird is the word

.Espectadores

Free Web Counter
Web Counter

.Recent shows

. O que não te perguntaram ...

. Compromissos Comerciais:

. Compromissos Não-Comercia...

. Compromissos Comerciais:

. Compromissos comerciais:

. Compromissos Comerciais:

. Uma fonte de Lisboa

. Desenha-se a actualidade.

. Compromissos Comerciais

. Compromissos Comerciais:

. Compromissos Comerciais:

. Making a scene.

. MARVELlous.

. Digital escrito à mão.

. Bom apetite.

. She QUITS!

. Little Freak

. Compromissos Comerciais:

. I like to motion, motion.

. Compromissos Comercias

. Compromissos Comercias

. Compromissos Comercias

. Conselhos que nos dão.

. Macacos.

. Pipocas Salgadas

. I love www

. Este é o Desmondo Ray e é...

. Compromissos Comerciais:

. Compromissos Comerciais:

. Pipocas Salgadas

.Old shows

. Novembro 2016

. Junho 2016

. Fevereiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Dezembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

.My Theme Song

.tags

. todas as tags

.pesquisar

.links

.links