Sexta-feira, 24 de Janeiro de 2014

"Gorda do Dia"

 

In, Jornal Metro by Fernando Alvim 

 

Espero que não tenha havido nenhuma greve do metro hoje.

Porquê?

Porque aparece uma moça bem interessante, mais estilo Visão do que Penthouse, e vocês não iriam querer perder pitada deste charme enquanto se deslocam para o trabalho, ainda remelosos e com nódoas de Actimel na camisa.

 

Posso-vos adiantar que divido a página com o senhor Mikhail Gorbachev, que apela às negociações pacíficas na Ucrânia ou lá o que é..bah, who cares?

Eu tenho um espaço maior que o dele ahahahahah! Chupa, paz no mundo!

 

Mas bom, entretanto ja liguei aos meus pais a dizer "Pai, estou no metro!" ao que ele me respondeu "Cátia, estou a trabalhar, e sinceramente, a menos que te vás atirar para a linha, a nossa locomoção diária é coisa que não precisamos de partilhar em família." 

 

Mas sei que ficaram orgulhosos, porque sei que sempre pensaram que se fosse aparecer num jornal, mais rapidamente seria na secção da necrologia ou em classificados de convívio.

 

(Nota: há respostas que ficaram cortadas, e perderam a piada final, especialmente a dos cavalos. Por isso não se animem. Tenho mesmo de arranjar um hobbie com um léxico decente.)

 

Fiquem agora com

O inquérito completo. Para acompanhar o café com essa meia-torrada aparada.

 

Umas férias: Auschwitz. Fui com duas amigas minhas de fim-de-semana à Polónia, mais propriamente a Varsóvia, e, sem termos planeado nada, fomos até ao campo.  Aliás, como qualquer pessoa que lá tenha ido parar.

 

Um ideia: Tenho uma ideia que salvaria Portugal deste estado de sítio. Mudar o nome ao país, de forma a deixarmos de ser portugueses. Sim. É que a meu ver, um dos grandes problemas é esse mesmo, o facto de ‘portugueses’ ter começado a ser visto como um adjectivo chocho. Swaggers!  Ora aqui está um nome colectivo como deve de ser, cheio de auto-estima.

 

Uma asneira: Assim que fiz 18, votei Cavaco.

 

Uma paixão: Cavalos, desde pequena. Ir ao Picadeiro sempre que posso e montar até eu, ou o cavalo, não podermos mais. Se no dia seguinte me custar a sentar, sei que foi um bom treino. (Caramba, tenho mesmo de arranjar um hobbie com um léxico decente)

 

Uma curiosidade: Tenho um sopro no coração. Quando a tua vida se resume a uma música dos clã, sabes que ela não espera muito de ti.

 

Uma pergunta: “Deste menu, o que é que não tem leite, queijo, manteiga ou natas?”

 

Uma resposta: Algo que convém dizer mais: “Não.”

 

Uma lição: “Nunca digas que não consegues”, pelo meu pai. ( Lembro-me perfeitamente que estava a tentar fazer um estacionamento paralelo numa subida.)

 

Uma Aventura: Rumar a Espanha, sozinha, de mochila às costas, para bater à porta de agências de publicidade porque queria experimentar ser redactora, sendo disléxica e sem saber escrever ou falar espanhol. Saí de lá com um prémio.

 

Um segredo: Sou viciada no Celeiro. Acredito piamente que dentro daqueles metros quadrados de puro xamanismo se encontra a cura de todas as doenças do mundo, incluindo o cancro.

 

Uma invenção: A Power Balance. Depois de duas guerras mundiais, é o terceiro maior exemplo da grandeza da estupidez humana.

 

Um desabafo: Chateiam-me os sacanas que se vão safando. Chateia-me o politicamente correcto. Chateia-me o estado de marasmo. Chateia-me a falta de respeito pelo mercado da criação. Chateiam-me criadores que não se dão ao respeito. Chateia-me a falsa modéstia. Chateia-me o acordo ortográfico. Chateiam-me os orçamentos de estado. Chateia-me o César das Neves. Chateia-me o Sporting não estar em primeiro.

 

Um problema: O conceito de meia-dose nos restaurantes. Porque é que a unidade de medida não começa na dose inteira? Quem pede meias-doses não pode ter boas histórias para contar, viveu tudo pela metade, ou por medo da azia ou da paragem de digestão.

 

Se tivesses 3 desejos?

 

-       Que todos os homens nasçam, realmente, livres e iguais em dignidade e direitos.

-       Nunca ficar cheia em buffets.

-       Que voltassem os jogos sem fronteiras.

 

 

Cátia Domingues

Publicitária, blogger e futura líder do amanhã.

 

publicado por Cátia Domingues às 10:29
link do post | Aplaudir | favorito
|

.Existentialism

.subscrever para vossas casas.

.Agora também sou moderna.

.Bird is the word

.Espectadores

Free Web Counter
Web Counter

.Recent shows

. Desculpem o Transtorno.

. Nem o Portugal-Islândia m...

. Não é mais um texto de um...

. Isto não é uma crise de r...

. Verão é paixão, é cerveja...

. Eis como o casamento entr...

. Mas isto não é um profess...

. Voltei. Adeus.

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. "Gorda do Dia"

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. Carta da Guerra

. Duas mil pessoas? UPPA, U...

. "Gorda do Dia"

. Não é preciso abortar par...

. "Gorda do Dia"

. Camões, partiste um mês c...

. "Gorda do Dia"

. "Gorda do Dia"

. O que não te perguntaram ...

. PPV, o culto que tem medo...

. "Gorda do Dia"

. Compromissos Comerciais:

. Compromissos Não-Comercia...

. "Gorda do Dia"

.Old shows

. Novembro 2016

. Junho 2016

. Fevereiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Dezembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

.My Theme Song

.tags

. todas as tags

.pesquisar

.links

.links