Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

Carta da Guerra

Avô, escrevo-te da guerra a que vamos sobrevivendo aqui em baixo. Isto está bem pior do que quando te foste embora, o que me leva a concluir que foi por isso que piorou. Mas nada que me surpreenda, que eu bem que sempre achei que o Mundo era um lugar melhor porque tu existias nele.

 

Sabes, falo muito de ti, especialmente às pessoas que entraram na minha vida e que não te conheceram. Digo-lhes que és igual às outras pessoas todas, só que és especial porque me criaste e porque és meu. E elas acreditam, pelo menos as que gostam mesmo de mim.

 

Eu cá estou. Na mesma.

Ah, fiz anos entretanto, mas isso sabes tu. Nunca te esqueceste e até hoje sinto que nunca faltaste.

Estou a pensar em emigrar novamente, conhecer outras coisas, voltar a estudar. Mas depois conto-te melhor, ainda estou a matutar nisto. Há dias que me parece mais fácil, sabes?

 

Os tios estão bem também, pelo menos de saúde. A madrinha continua a dividir-se pela fábrica e pelas limpezas. Ter dois trabalhos começa a sentir-se nas pernas. Mas ela já tem a cirurgia marcada. Os médicos dizem que é uma coisa simples, mas já sabes que os nervos lhe dão para comer mal.

O padrinho teve de fechar a empresa e ainda está em casa. Não tem direito a subsídios mas mandaram-no fazer um curso de informática. O que alivia é a casa que foi ele que a fez e não precisa de pagar créditos ao banco, se não nem sei como era. A prima esmerou-se e ganhou uma bolsa para tirar o mestrado. Vamos ter uma mestra na família! Espero que aí em cima tenham babetes suficientes.

 

A mãe também está bem. Anda é muito cansada. Já são muitos anos atrás de um balcão desde as sete da manhã. As coisas no café não estão fáceis, é o IVA que está insuportável, é o IRC, é o gás, é a luz e a água e é não se poder aumentar os preços para não se perder a clientela. E não imaginas o que é que aconteceu no outro dia. Em plena hora de almoço, entrou a polícia e a ASAE pelo café a dentro, com um aparato digno de uma rusga colombiana. Quando ela me contou estava tão assustada e eu fiquei com tanta raiva que até chorei. Sabes, irrita-me, cada vez mais, o desprezo com que Portugal trata as pessoas que fazem dele país. E eu gostava de a ajudar mais do que tenho feito, mas já sabes como é que ela é. Não gosta de fazer mais nada. E eu não sei se deva obrigá-la ou não. Só a quero ver mais feliz, e compensá-la pela menos boa filha que cheguei a ser, e às vezes sinto que não sei como. Gosto tanto dela.

 

Bom, mas não me vou alongar mais. Sei que o teu tempo é eterno mas quero que aproveites para descansar.

 

Manda-me notícias quando puderes. Diz-me se Deus existe. Diz-me se morrer dói...ou diz-me só se também tens muitas saudades minhas. 

 

Fazes tanta falta.

 

Com amor,

Cátia.

 

 

P:S: No fim-de-semana, fui lá a casa e apanhei uma sacada de abrunhos. Este ano deram muito.

 

publicado por Cátia Domingues às 21:20
link do post | Aplaudir | ver aplausos (1) | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Julho de 2014

Duas mil pessoas? UPPA, UPPA!

Foi há mais ou menos 3 anos que abri este blog.

 

Confesso que me parece que já foi há muito mais tempo. Porquê? Porque desde que começou até agora, o blog, sendo o meu reflexo, muda consoante eu própria vou mudando. Quando o decidi abrir, tinha uma ideia do que queria com ele. Resumidamente, era um blog de nicho, fazia crónicas sobre comunicação, postava uma ou outra frase inspiracional, e analisava campanhas publicitárias. Depois comecei a soltar-me e a escrever sobre actualidade. E daqui para uma aposta na escrita ácida e na crítica de costumes, foi um passinho. Durante este tempo todo sempre aconselharam a abrir uma página de facebook, mas tive muita resistência... porque quem eu queria que me lesse, sabia que lia, e os que ainda não liam, tinha a esperança que chegassem lá pelo seu próprio rato.

 

Mas o futuro chegou, e tive de me render ao Zuckerberg no início do ano, porque o tempo para escrever grandes crónicas era cada vez mais escasso e porque toda a gente está no facebook - e não só na hora de almoço, não sejam falsos. Um dos meus medos foi o de quão fácil seria desvirtuar o que escrevia e deixar-me levar pela ânsia dos likes e das popularidades internáuticas. Mas, felizmente, acho que vou conseguindo manter a minha responsabilidade e honestidade intelectual, intactas. Gosto de interagir com as pessoas na página, gosto do desafio que é comentar humoristicamente a actualidade com um sentido um tanto activista. Estou aos poucos a descobrir o meu estilo de discurso e até agora nunca me auto-censurei e os limites do que digo sou eu que os defino e durmo perfeitamente à noite.

 

 

Ainda estão aí? Ai de vocês que tenham adormecido! Mau.

 

 

 

Mas pois que a minha página de facebook chegou às duas mil pessoas. Duas mil! Parece pouco? Ora vejamos, é exactamente o mesmo número de pessoas que estiveram no primeiro treino aberto do Sporting, nesta temporada. Também o mesmo número da população de sem-abrigo em Lisboa e da quantidade de pessoas à espera se um transplante, em Portugal.

 

Já não parece tão poucochinho assim, pois não?

 

Podiam ser mais? Podiam. Mas confesso que tenho alguma resistência a temas de tertúlia Rosa-choque.

 

Bom, mas onde é que eu ia. Dois mil. Exacto.

 

No outro dia, para comemorar os mil likes no facebook, celebrei com a angariação de donativos para uma associação bestial, a UPPA, que faz um trabalho sobre-humano no seu abrigo de cães. Visto que só dependem, praticamente, da disponibilidade e boa vontade dos outros, a UPPA precisa sempre de recursos para poder continuar a tratar dos cerca de 60 cães que têm à sua responsabilidade.

 

E agora, mil likes depois, tenho uma valente de uma supresa mais emocionante do que os clientes do Main quando vão buscar o envelope das análises.

 

(TCHATCHATCHAN)

 

O MEU BLOG TEM UMA MASCOTE OFICIAL! É verdade. Ao estilo do Ferreira Diniz, apaixonei-me por um garoto chamado 'Like'. Gostei do like, num estilo likeception. O "Like" é a partir de ontem amadrinhado pelo One Woman Show. 

 

O meu afilhado é um cachorro de 7 meses, abandonado, que encontrou o seu caminho sozinho para o abrigo. Quando chegou estava com mais de 40 graus de febre e mais de uma centena de carraças que demoraram um dia e meio a retirar. No sábado, fui encontrar este grande sobrevivente todo alegre e cheio de mimo.

 

E porque o desejo de um padrinho é querer o melhor para o seu afilhado, ficam a saber que o Like está disponível para amar, que é como quem diz, ser adoptado por alguém que o adore tanto quanto eu, mas que tenha todo o espaço e tempo que ele merece.

 

 

 

 

Passei lá no fim-de-semana e fiquei verdadeiramente impressionada com o cuidado que são todos tratados. Fiquei também impressionada com as histórias de cada um dos canitos que lá residem. Se acham que a Dona Dolores tem uma história de vida difícil, têm de conhecer a daqueles animais. 

 

Para apadrinhar é tão fácil que até os manos Guedes o consegue fazer. Escolhem aqui o vosso protegido e, POR APENAS 1€ POR DIA, através de transferência bancária, vocês é que decidem o valor que querem dar ao vosso afilhado. Todos os euros são bem precisos. Mais informações, aqui.

 

Ah, como típicos padrinhos que são, também podem ir aos sábados ao albergue, estragá-los com mimos. 

 

Olhem, querem uma sugestão? Troquem a compra do livro da Dona Dolores, que já tem uma conta poupança muito simpática, e ofereçam a quem precisa…a UPPA é só uma das excelentes opções.

 

 

 

Obrigada por estarem aí *

publicado por Cátia Domingues às 18:13
link do post | Aplaudir | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Julho de 2014

"Gorda do Dia"

 

 

 

In, Correio da Manhã e Diário de Notícias.

 

O que podia ser um teaser do Walking Dead é somente o retrato do jornalismo em Portugal.

O CM, com corpos amontoados no metal, fala em terror e promete, para a próxima mostrar mais orgãos de fora e contar quem é que se comeu na casa de banho do avião.

Já o DN-de-corpos-a-boiar, a julgar pela forma como escreve 'missel' meteu um senhor da ameixoeira que arranja ares condicionados a escrever a notícia.

 

Publicar estas fotos em capas justificando com um "é a realidade", não me diz nada. Porque mostrar destroços do avião, fumo, chamas, o Putin a bater palmas, isso também ilustra a realidade do que aconteceu. Portanto não me lixem porque a realidade que aqui está é a da venda de jornais.

publicado por Cátia Domingues às 15:56
link do post | Aplaudir | favorito
|
Quarta-feira, 16 de Julho de 2014

Não é preciso abortar para se ser um aborto.

Sei que ainda no outro dia falei do PPV, Portugal Pró-Vida, mas vou soltar o espírito Carrilho que há em mim e vou bater na mesma coisa.

 

Porque eu não tenho a culpa que a página do PPV seja tão divertida. É uma espécie de 'Tá bonito' mas melhor. Como assim?

Tomem muita atenção ao acervo de posts e imagens que encontrei na cronologia da página. Depois disto quero ver quem é que vai conseguir ser produtivo o resto do dia.

 

 

 

 

Começamos bem: #QueSeLixeoMandela.

Sabem porque é que o Mandela é indiscutivelmente um dos Homens mais valorosos do nosso tempo? PORQUE NINGUÉM CONVOCOU O PPV PARA A DISCUSSÃO.Sim, porque um tipo de apoie a maricagem e apoie a despenalização do aborto é um criminoso! (Curiosamente, são exactamente essas coisas que me fazem reconhecer o José Sócrates) Hmmm...acho que vou reflectir sobre isto.

 

 

 

 

 

Confesso que não percebi este post com a foto tipo-passe do Paulo Portas em pose "O Trumps fechou para obras". E é só por isso que a pus aqui..na esperança que alguém perceba a ideia. A ideia e o senhor George Pais que, claramente, já mandou a baixo uma caixa Porta da Ravessa sozinho.

 

 

 

 

 

 

 

Aqui é só constrangedor..Ninguém avisou esta grupeta que o Almada era homossexual?

 

 

 

 

 

 

 

 

Confesso que neste post me senti incluída e bastante valorizada no mundo PPV. Isto é tipo signos..eu sou do signo "activista política", mas só acho que deviam acrescentar ao "que quer mudar o mundo através das redes sociais" um "e volta e meia também denuncia esta e outras páginas de facebook como página com discursos de incitação ao ódio". Peço a vossa atenção para a descrição do "metaleiro satânico"..é ouro isto. OURO. Andássemos nós nos Descobrimentos e já tinhamos invadido esta merda.

 

 

 

 

 

 

 

 

Para suportar o argumento da "gravidez medicamente assistida é cócó", o PPV publica esta notícia citando uma adolescente que provavelmente quis ir a um festival de verão com os amigos e os pais não deixaram. Só lhes faltou acrescentar que um suícidio de alguém nascido através de uma doação de embrião é exclusivamente culpa dos pais, porque se não conseguem engravidar como pessoas normais é porque Deus não os curte. Toda a gente sabe isto.

 

 

 

 

 

 

 

E metem uma imagem do Deus menino nas palhas deitado, nas palhas estendido. Um menino que foi fecundado sem espermatozoide. Um menino cujo pai ninguém sabe se existe. Caramba, MALTA, bora lá pensar mais antes de escrever a primeira coisa que vem à cabeça. Bora lá.

 

 

 

 

 

 

Enfim.. Estou quase a desistir.  Reis Magos? Vamos mesmo usar 3 tipos que foram viajar para destinos exóticos numa espécie de passeio das estrelas, para ilustrar ideias? Que ideia de caca é esta? Agora o aborto é o Grinch? A sério?

 

 

 

 

 

 

 

 

Fui enganada. Vejo frases com fundos de pôr-do-sol e fico a pensar que é um pensamento à Gustavo Santos. 

Mas sabem onde é que mataram realmente mais de 55 bebés e crianças? Em Gaza. 

 

 

 

 

 

 

 

PUMBA! Muita forte. E agora, quando alguém recorre ao Chuck Norris para defender um ponto de vista o que é que se pode dizer?

 

Pode-se dizer que quando se citam as fontes, pelo menos há que ter cuidado para acertar no nome. E quando essa fonte é o Chuck Nor(r)is, convém mesmo.

 

 

 

 

 

 

O pior exemplo que podiam arranjar. O pior. Eu tenho a certeza que há homo sapiens dentro do PPV que viram esta imagem e eles próprios quiseram votar a favor da despenalização.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deviam ter posto um asterísco: "* Excepto paneleiragem e fufedo", que é gente doente que sabe lá criar um ser humano. Mas "façam como as cegonhas.."? Tipo nidifiquem em postes de electricidade ou em chaminés de fábricas de cerâmica encerradas por falta de pessoal?

 

 

 

 

 

Bem, e porque sei que, depois disto, estão a precisar de relaxar, deixo-vos alguns momentos 'Dafuq', provavelmente criados depois de uma trip de pílulas anti-concepcionais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mas como sei que a esta hora ainda estão meio a dormir, termino com os posts mais perturbadores de toda esta página que me fizeram vomitar o croissant de fiambre prensado. Tomem lá uma chapada de realidade.

 

 

Sobre esta foto de um casal homossexual que recebia o seu filho pela primeira vez, estes mamíferos consideram.."É um distúrbio sem igual que chama a atenção de qualquer mulher que olhe para as fotos dos dois, que, sem camisa, abraçam o pequeno bebê contra a pele".

 

Ficámos a saber que para pegar num bebé temos de usar um fato de apicultor e luvas de tirar as quiches do forno.

 

 

 

 

Admiro-vos. Aguentaram o vómito como o José Carlos Pereira às 7 da manhã na roulote do Lux.

 

Pois claro que são. Iguais. Como a violação e o BDSM..ou a Isilda Pegado e uma varejeira.

 

 

Mas confesso, foi aqui que cheguei ao meu limite. Façam o seguinte..vão vocês mesmos à página e façam o vosso próprio teste de resistência. 

publicado por Cátia Domingues às 00:13
link do post | Aplaudir | ver aplausos (2) | favorito
|
Sexta-feira, 11 de Julho de 2014

"Gorda do Dia"

  

 

 

In, Correio da Manhã

 

 

Leram?

 

Então agora digam-me: Quem é que acha que o jornalista que escreveu esta peça andou num colégio de padres até ontem, trata todos os amigos por 'tio' e usa paez??

 

Toda a gente.

 

Aliás, a julgar pelo acontecimento da notícia em si, eu duvido muito que desse tempo de alguém ligar para a redacção do CM a denunciar a situação, para depois o CM ainda decidir destacar alguém para cobrir o fantástico acontecimento. Não me parece que tenha dado tempo. Então o que é que pode ter acontecido? Mmmmm.. Pode o Miguel ser um dos banhistas que, e cito, "fugiram em pânico"? Pode o grupo do Miguel ser um dos frequentadores da praia do Tamariz, em que de dia se bronzeiam e de noite andam por ali de calças de ganga e camisa branca com blazer, bebericando gin tónico e tentando engatar pitas? Olhem que pode ser uma explicação muito válida.

 

Mas o que me chateia não é o Miguel poder ser beto. O que me chateia é que o Miguel podia ter-se limitado a dizer que foi uma cena de pancadaria com duas mulheres. Ponto final. O que é que interessa de onde é que são, são pessoas. Porque também sei, de fonte seguríssima, que para os lados de Cascais e Estoril baixaria é o que não falta. Mas não, o Miguel, quer esclarecer que os invasores são os turistas naturais destinos exóticos como a Amadora e refere insistentemente numa notícia de 3 parágrafos:

 

"Uma discussão entre duas mulheres terminou em confrontos, envolvendo dois grupos de jovens da zona da Amadora, o que levou dezenas de banhistas a abandonarem a praia."

 

"O forte calor que se fazia sentir levou centenas de pessoas ao areal do Tamariz, incluindo grupos de jovens da zona da Amadora e de Sintra."


"A violência estendeu-se, rapidamente, a dois grupos de jovens da zona da Amadora, que se encontravam nas imediações do local da discussão."

E o que mais me mete nojo é que sei que há muita gente sempre à espreita destas abordagens noticiosas para destilar medos e ódios (e consequentemente erros ortográficos). A prova? Foi só clicar nos comentários.

 

 

 

 

 

 

 

Esta foi uma notícia com uma abordagem chamada a "abordagem Carris", é aquela que separa o mundo entre os urbanos e os suburbanos.

 

 

publicado por Cátia Domingues às 11:35
link do post | Aplaudir | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Julho de 2014

Camões, partiste um mês cedo de mais.

E chegámos a dia 10 de Julho, o dia mais incrível deste país. Como é que se sentem? Espectaculares? Boa! Também tiveram um ano para se prepararem.

 

Eu sinto-me um ano mais velha.

 

Nunca liguei à astrologia, confesso que a futurologia é uma coisa que me custa a levar a sério.

Mas estão a ver quando vemos a descrição do nosso signo e dizemos, “Epá, isto diz imenso sobre mim. É tal e qual”. Pronto. Foi exactamente o que senti quando decidi pesquisar pelo dia 10 de Julho na net. Tudo na minha vida fez mais sentido.

 

Querem ver?

 

Em 1973, foi adoptada a bandeira das Bahamas. Bahamas que é aquele sítio que gostava de estar neste momento.

 

Feriado municipal em Miranda do Douro – Pumbas!Tudo a ver. Quando bebo 3 copos de vodka redbull consigo a falar mirandês perfeito e adoro todo o conceito dos pauliteiros de Miranda. E como se isto não bastasse, a verdade é que posta à Mirandesa é dos meus pratos favoritos de SEMPRE. Desculpem mas isto não pode ser coincidência!

 

Dia Mundial da Lei – Feliz ou infelizmente, tenho muita gente que pode confirmar as mil guerras que compro e as crises de ansiedade geradas pelo meu, mais certo ou mais errado, sentido de justiça. E para além disso, o meu pai sempre me disse que dava uma boa advogada. O meu poder de persuasão sempre foi fortíssimo, tenho o sótão cheio de Barbies que o comprovam.

 

Início do reinado de joana grey em inglaterra. uma rainha que 9 dias depois foi executada. Foram só 9 dias, mas aposto que foram os 9 dias mais curtidos de sempre! #yolo  #cenas Lê-se na sua biografia: "Joana teve uma excelente educação humanista e a reputação de ser uma das mulheres mais cultas de sua época. Uma forte protestante, ela foi postumamente considerada não apenas uma vítima mas também uma mártir." IGUAL. Duas gotas de água.

 

1509 -  Nascia joão calvino, fundador do calvinismo. Cá está, para além de passar a vida a protestar, quem me conhece sabe o quanto adooooro Calvin & Hobbes.

 

1859 - Soava pela primeira vez o Big Ben em Londres. E quem é que é a pessoa mais pontual do mundo? Ah, Aqui não..aqui não tem nada a ver, por acaso.

 

1871 – Nascia Marcel Proust. um dos primeiros romancistas a falar abertamente da homossexualidade. Morreu com um esgotamento e uma pneumonia, confinado num quarto durante 3 anos. E quem é que vai, a partir de agora, andar sempre comum agasalho atrás, quem é?

 

1942 – Nascia também Ronnie James Dio, músico e compositor de heavy metal que colaborou com bandas como Black Sabbath e Deep Purple, conhecido por ter introduzido a mão chifrada, esse ícone univeral do rock and roll. Eu no secundário também inventei um cumprimento espectacular que até hoje nos jantares de turma ainda o fazemos..

 

1943, em plena II guerra mundial os aliados desembarcavam na Sicília, com a operação Husky. E eu gosto de cães.

 

1972 - Sofia vergara.  Acho que esta é mais que óbvia. Dispensa justificações.

 

2004 - Falecia Maria de Lourdes Pintassilgo, a primeira mulher a ocupar o lugar de primeiro-ministro. Na vida não podemos ser primeiros em tudo..neste caso, contento-me com a segunda posição.

 

 

 

Quem me conhece sabe a relação amor/ódio que tenho com este dia e o quão sensível fico..e como em tudo, e em qualquer assunto, nada melhor do que gozar, brincar, porque como já dizia a enorme Joan Rivers esta semana: "Life is very tough. If you can make a joke to make something easier and funny, do it. Winston Churchill said, if you make someone laugh you give them a little vacation". 

 

Um pouco mais de um quarto de século depois, ainda não tenho respostas nenhumas e muito menos alguma ideia para onde vou..mas obrigada pelos parabéns e obrigada, muito obrigada, por tudo. 

 

 

 

Aos 7 anos.

publicado por Cátia Domingues às 13:02
link do post | Aplaudir | ver aplausos (2) | favorito
|
Terça-feira, 8 de Julho de 2014

"Gorda do Dia"

 

 

A SIC vai apostar numa versão do Shark Tank, ou como se dirá em português, a caixa de esferovite das petingas.

 

A apresentação ficará à responsabilidade de Bárbara Guimarães que já afirmou, "É um programa internacional e diferente do que já foi feito em Portugal. Exigirá uma grande preparação prévia da minha parte", ou seja, vai ter de aprender que royalties não é uma nova marca de Gin.

 

Joe Berardo será um dos empresários, o que é uma boa notícia para a comunidade surda portuguesa, já que serão garantidas legendas no programa. Os restantes empresários ainda não estão confirmados porque ainda aguardam notícias dos seus advogados e contabilistas sobre a Suíça e as ilhas Caimão.

 

Gostaria aqui de sugerir um segmento de rábulas no meio do programa, só para desanuviar dos negócios de 100€ para o concorrente conseguir pagar a conta da luz e do gás do seu snack-bar, com o Miguel Gonçalves a entrar no estúdio num carrinho de pipocas e a gritar cenas à toa.

 

Entretanto, como empreendedora que também sou, já criei o meu próprio jogo para quando estiver a assistir ao programa: por cada vez que ouvir "pastel de nata" bebo um shot de aguardente.

 

Estou com grande expectativa para a desilusão que vai ser!

publicado por Cátia Domingues às 14:19
link do post | Aplaudir | favorito
|
Sexta-feira, 4 de Julho de 2014

"Gorda do Dia"

 

 

In, Men'sCode Magazine

 

Sim, é uma revista online, completamente nova, dos mesmos directores da Penthouse Portugal (que se há coisa que não lhes podemos tirar é a preserverança neste tema).

 

 

Depois do Código DaVinci, eis que alguém se propõe a desvendar o código do sexo masculino. TCHA TCHA TCHA TCHAAN!

E eu, como mulher, claro que quero muito conhecer este super interessante manual de instruções do sexo oposto.

 

São 10 regras, em que em nenhuma se incluí o baixar a tampa da sanita ou que pizza não é considerado pequeno-almoço.

 

Vejamos:

 

"Um homem não tira selfies". Pumbas. #CHUPAMEIRELES.

 

"Um homem não diz 'tás a ver". Porque pelos vistos se já não tiveres borbulhas na cara, usar expressões coloquiais é estúpido. Tens de falar sempre em português..sendo que quem escreveu isto se esqueceu, claramente, de olhar para o nome da publicação.

 

"Um homem não manda sms's com 'k'". E continua.."Bem como imagens e siglas". Segundo quem escreveu, "porque um homem não está no secundário", ou seja, gajos de 28 anos que estão a tirar 12º à noite não contam.  Como se já não tivessem a auto-estima na merda o suficiente.

 

"Um homem não tem a casa impecavelmente limpa." Cá para mim, o tipo que escreveu isto está a aproveitar para mandar uma indirecta à namorada, ou à mãe. Sim, porque aqui não diz que ser homem é ter 40 anos e casa própria.

 

"Um homem usa cremes" Uuuui. Se o Domingos Amaral lê isto..E continua, "Tudo o que andam a inventar vai ajudar a ter uma aparência melhor.." Exacto..como quem diz: "Cremes não são só coisa de gaja..tu também te podes começar a comportar como um tolo e acreditar que aquele creme vai mesmo tirar as rugas e as travessas de chanfana do rabo."

 

"Um homem não pede bebidas com cores". Segundo a revista, bebida de macho é run, gin, whiskey e vodka com gelo". Exacto. Porque a cor âmbar do rum ou do whiskey não é cor. Toda a gente sabe que a visão masculina é daltónica nos castanhos.

 

"Um homem não repara como os outros estão vestidos" E a justificação é, e cito: "Nem estamos aí, nem queremos saber. Vistam-se com a marca x ou o conjunto y. De amarelo torrado da cabeça aos pés. Não nos interessa. Agora, para a roupa da mulher já usamos." Começo seriamente a desconfiar que quem escreveu isto tem um fetiche por resolver.

 

"Um homem não sabe o nome de plantas". Exacto. Que se lixem os jardineiros e os floristas..para um homem a sério "Cannabis" é só uma marca de automóveis. 

 

Um homem não se olha ao espelho no ginásio". Nesta nem vou tentar divagar..acho que a explicação desta regra diz tudo. 

 

10º "Um homem não fica a ver a bola". Diz que é porque se distrai e depois não dá a atenção merecida à namorada. Ou então é só porque não se tem tempo de ir ao armário dela experimentar aqueles vestidos de praia que ela foi comprar à Berska.

 

 

Resumindo, percebi duas coisas depois de ler este Código do Homem:

 

1º que é mais difícil que o Código da Estrada, tendo muitas dúvidas que o meu próprio pai alguma vez passasse.

2º que, enquanto uns saem do armário...os outros entram no nosso.

 

 

publicado por Cátia Domingues às 13:44
link do post | Aplaudir | favorito
|

.Existentialism

.subscrever para vossas casas.

.Agora também sou moderna.

.Bird is the word

.Espectadores

Free Web Counter
Web Counter

.Recent shows

. Desculpem o Transtorno.

. Nem o Portugal-Islândia m...

. Não é mais um texto de um...

. Isto não é uma crise de r...

. Verão é paixão, é cerveja...

. Eis como o casamento entr...

. Mas isto não é um profess...

. Voltei. Adeus.

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. "Gorda do Dia"

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. Carta da Guerra

. Duas mil pessoas? UPPA, U...

. "Gorda do Dia"

. Não é preciso abortar par...

. "Gorda do Dia"

. Camões, partiste um mês c...

. "Gorda do Dia"

. "Gorda do Dia"

. O que não te perguntaram ...

. PPV, o culto que tem medo...

. "Gorda do Dia"

. Compromissos Comerciais:

. Compromissos Não-Comercia...

. "Gorda do Dia"

.Old shows

. Novembro 2016

. Junho 2016

. Fevereiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Dezembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

.My Theme Song

.tags

. todas as tags

.pesquisar

.links

.links