Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2014

"Gorda do Dia"

 

 

In, Jornal de Notícias

 

Mais uma daquelas notícias habituais que nos relembra que ainda vivemos na Idade Média.

É verdade que numa escala de 0 a Fritzl este senhor é um amador, mas isso não quer dizer que não tenha a sua importância, especialmente no dia do pai em que recebe o dobro de pisa-papéis pintados a guaches.

 

Este é um caso vindo de Penafiel, a condenação a 10 anos de um senhor que violou e engravidou a filha de 14 anos. Uma criança que passou 14 anos de horror e que o agressor nem sequer o mesmo tratamento levou. 10 anos, disse a Justiça que além de cega, às vezes também lhe falta mais um ou outro sentido.

 

Mas para não estarmos já a presumir o pior da justiça em Portugal, vamos ouvir os argumentos que justificam os míseros 10 anos de prisão:

 

 

In, Jornal de Notícias

 

 

AAAAAAHHHHHH! Era pobre, tinha uma depressão e não sabia juntar as letras...Pronto! Podiam ter dito logo. Andava aqui uma pessoa a achar que uma pessoa pobre sabe destinguir o bem do mal e que um sujeito analfabeto é uma pessoa normal...Andei eu uma vida ao engano. Obrigada Justiça portuguesa por me ensinares a verdade das coisas.

 

Mas pensando bem, isto se calhar abre um valente precedente ao processo da Sónia Brazão e quem sabe até ao do Renato Seabra. Eles também não eram muito abonados, também se quiseram matar e inclusivamente até eram modelos..e toda a gente sabe que os modelos não são os melhores na escola. Para a próxima pensem nisto advogados de defesa.

 

Escusam de agradecer.

 

 

publicado por Cátia Domingues às 18:20
link do post | Aplaudir | favorito
|
Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2014

"Gorda do Dia"

 

 

In, Jornal de Notícias

 

Num país em que o ensino e a saúde dão o seu próprio significado ao adjectivo gratuito, não é surpresa nenhuma que o Serviço Nacional de Saúde pareça a 2ª circular em hora de ponta num dia de Benfica-Sporting, mas esperar quase dois anos pela primeira consulta da especialidade, depois de ser diagnosticado uma doença grave, é coisa do diabo. 

 

Depois da detecção do problema, os especialistas assumem que o início do tratamento não deverá passar mais do que uma semana. Uma semana é quanto? 7 dias? Não para os do SNS, que a julgar pelos 658 dias devem viver em Júpiter. 658 dias é de mau gosto, são quase dois Natais sem abusar nos fritos, duas Páscoas sem comer chocolate e dois Carnavais em que ver maltedo mascarado de enfermeiro é coisa para ir às lágrimas.

 

Até lá falecem uns quantos, inclusivamente porque volta e meia até a medicação anda esgotada, poupam-se uns trocos. Felizmente que os funerais não são comparticipados, quer dizer a menos que calhe algum em ir para o Panteão. Aí lá terá a Assunção que andar na chatice das finanças criativas.

 

Hoje é um bom dia para dar graças a Deus por não ter uma doença no sangue, especialmente aquela coisa do cancer que se suspeita que é capaz de ser ruim.

publicado por Cátia Domingues às 18:05
link do post | Aplaudir | favorito
|
Quinta-feira, 13 de Fevereiro de 2014

Compromissos comerciais:

 

 

Percebo a utilização de youtubers, maltedo que faz vídeos na plataforma, com 928928483748374 seguidores cada um. Revelará, este número de seguidores, qualidade de conteúdo? Ahahaha. Claro que não. O entertenimento nem sempre tem de ser genial. Diz uma pessoa que vê o mínimo de Casa dos Sgredos. Aliás, neste caso quanto menos qualidade, mais visualizações. E não tenho nada contra isso..eu também me gosto de divertir, sou uma das pessoas que viu a xuxa da Bernardina e contribui com visualizações que transformam esses vídeos  em "virais". A Sida também é viral, e quer isso dizer que é agradável? Não, não é.

 

Noutros países há imensas categorias de youtubers, vários temas, várias personagens, vários projectos. Em Portugal somos 11 milhões, e estas pessoas super jovens fazem quase todas o mesmo, e eu percebo que ter 10 mil pessoas a seguir seja uma fatia grande e um turn on para as marcas. Esta nova tendência tem até direito a convívios do "sector", certamente com pulseiras all-included, e dão conferências sobre qualquer coisa que não me ocorre. São os novos "famosos" e é quase uma profissão à séria.

 

Atenção, antes que alguém comece com merdas, eu não tenho rigorosamente nada contra uma pessoa que cria esse tipo de conteúdos, acho que estão a fazer pela vida e se têm tempo de antena é por culpa de fenómenos sociológicos como, "faz-me likes que sou um badaró e tenho muitas coisas a dizer à vida". Só não tenho é o mínimo respeito por aqueles que imitam e/ou picam ideias de outros sítios, sejam youtubers ou qualquer outra coisa na vida. Como consumidora/público dou valor à originalidade, o que é que querem?

 

Para mim, a aposta da Optimus é fácil, é uma campanha de recurso. Mas não tinha de ser, ter estas pessoas como endorsers pode ser muito bem aproveitado. Mas neste caso é querer chegar, à força, ao target jovem, pela auto-estrada. É rápido mas não se aproveita nada. Ou seja, terá bastantes visualizações..mas sumo 0. Na campanha anterior da WTF da Optimus, eu, inclusivamente, ainda era target: Não percebi sequer a campanha, se calhar foi porque sempre me dei com pessoas mais velhas. É possível. Mas lá está, os 2988478372827 seguidores devem ter adorado ver os seus "opinion leaders" a fazerem cenas fixes. Senhores, estes meninos podem fazer um vídeo a mandar um peido que irá ter um milhão de visualizações, agora, será que as pessoas querem ver isso? Ok. Se calhar querem, mas aqui a questão devia ser: Será que eu vou querer pôr o selo da minha marca nisso?

 

Quando é que a ânsia pelos likes e pelas visualizações se tornaram mais importantes que o conteúdo? E porque raio é que é mais importante na lista de prioridades e de estratégia de marca? Perdi-me completamente nos objectivos de marketing da Optimus, e um bocadinho nos da humanidade, confesso.

 

Na escolha da assinatura da nova marca, que deve assegurar o conceito, a Optimus vai pelo erro ortográfico, porque a malta nova é suposto ser sempre um bocado rebelde, "Tá-se tudo a passar". Tá-se tudo a passar?! Tá-se?! O que é "tá-se"? Na primária tinha levado logo uma belinha na tromba e escrito 100 vezes o verbo estar. Algo me diz que foi uma sorte não ter ficado "Tasse tudo a paxar". E não me venham com a desculpa de poupar nos caracteres que eu bem sei que estes tarifários costumam ser ilimitados. O uso do inglês, ok, vá, whatevaa, eu ainda entendo, é cultural do público, agora, o pouco português que existe nem sequer estar correcto? Porquê? Porque é jovem cometer erros? Raios, para isso já nos basta a gravidez na adolescência.

 

Mas bom, eis que hoje vejo este novo anúncio da WTF…que é a réplica do vídeo viral "How animals eat their food" dos MisterEpicMann. Vídeo esse do ano passado. Vídeo esse que TODA a gente viu. Sim, até em Portugal, imagine-se. Mas "who cares, #yolo, cenas".

 

É perfeitamente normal que estes protagonistas não percebam algumas coisas e, sinceramente, nem têm de perceber..porque é exactamente aí que as marcas que se querem posicionar como "extremamente divertidas" podem ajudá-los a ser relevantes, sendo relevantes com eles, e conseguir criar conteúdo como deve de ser. Até, em última instância, a ensinar qualquer coisa. E é exactamente isto tudo que eu não vi. 

 

WTF Portugal, nem irreverente consegues ser, caramba.

 

publicado por Cátia Domingues às 20:43
link do post | Aplaudir | favorito
|

"Gorda do Dia"

 

 

In, Público

 

 

A Assunção parece aquela gaja do escritório que fica responsável pelas vaquinhas para comprar um presente quando alguém faz anos, para se esquivar na contribuição. Toda a gente deu 5€ para a máquina de café da Célia, menos a São que está a organizar e divide a parte dela pelos outros.

 

Depois do Eusébio, as comemorações do 25 de Abril. Mas eu percebo que seja uma maçada ter de gastar dinheiro para fazer a festa de um feriado que até se pensou em excluir. 

Assunção, que adora decoração e é espectacular a fazer gatinhos em papier mache, já escolheu a decoração da festa, chaimites, coros de crianças, videobiografias dos deputados e cravos da Joana Vasconcelos...Sim, não há nada mais comemorativo da liberdade que cravos feitos com tampões ou panelas da Silampos.

 

Eu cá também acho que o evento deva ser comparticipado, cobrar 12€ à entrada da Av. da Liberdade com direito a 2 cervejas ou 1 bebida branca e ainda com um show de dança performativa do Otelo ao som do Paulo de Carvalho, com o Vasco Gonçalves trancado dentro da chaimite a chorar. São 12€ bem gastos.

 

Sãozinha, sei que com o referendo em cima da mesa não há dinheiro para tudo..mas entre uma palhaçada e uma festa com alguns palhaços, eu prefiro que gastes o meu dinheiro com uma festa com alguns palhaços. Jokas.

publicado por Cátia Domingues às 17:21
link do post | Aplaudir | favorito
|

.Existentialism

.subscrever para vossas casas.

.Agora também sou moderna.

.Bird is the word

.Espectadores

Free Web Counter
Web Counter

.Recent shows

. Desculpem o Transtorno.

. Nem o Portugal-Islândia m...

. Não é mais um texto de um...

. Isto não é uma crise de r...

. Verão é paixão, é cerveja...

. Eis como o casamento entr...

. Mas isto não é um profess...

. Voltei. Adeus.

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. "Gorda do Dia"

. O que não te perguntaram ...

. O que não te perguntaram ...

. Carta da Guerra

. Duas mil pessoas? UPPA, U...

. "Gorda do Dia"

. Não é preciso abortar par...

. "Gorda do Dia"

. Camões, partiste um mês c...

. "Gorda do Dia"

. "Gorda do Dia"

. O que não te perguntaram ...

. PPV, o culto que tem medo...

. "Gorda do Dia"

. Compromissos Comerciais:

. Compromissos Não-Comercia...

. "Gorda do Dia"

.Old shows

. Novembro 2016

. Junho 2016

. Fevereiro 2016

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Dezembro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

.My Theme Song

.tags

. todas as tags

.pesquisar

.links

.links